Procura-se um prefeito para São Paulo

Procura-se um candidato (de qualquer gênero) a prefeito, um ficha-limpa, ou, ainda melhor, um candidato que, ao invés de ficha, apresente currículo, e que esse currículo mostre excelência em formação acadêmica e realizações profissionais, já que probidade é pré-requisito até para se viver livre em sociedade e não deve ser considerada vantagem competitiva.

Procura-se um candidato que seja respeitado no mundo da política partidária, um respeito que tenha a ver com sensibilidade e capacidade de articulação, e jamais com a posse de dossiês de adversários, conchavos ou negociações na base do toma-lá-dá-cá.

Procura-se alguém que compreenda que está se candidatando à prefeitura de uma cidade com mais de 11 milhões de habitantes, mais de 50 bilhões de reais de orçamento anual e aproximadamente 200 mil servidores. Uma prefeitura que precisa apresentar soluções para áreas muito diversas, e cujo comando excede em complexidade à qualquer empresa do mundo.

Procura-se um candidato que possua experiência e conhecimentos aprofundados em práticas de gestão. Alguém que consiga conduzir com o mesmo nível de excelência todas as áreas da Prefeitura, desde a que presta o mais elementar serviço de zeladoria até a que planeja e executa grandes obras de infraestrutura urbana, passando por serviços de saúde, educação e segurança, fiscalização do comércio, organização e fiscalização do trânsito de veículos e pessoas, manutenção de vias e calçadas, controle da poluição (sonora, visual, do ar), etc, etc, etc.

Procura-se um candidato que, depois de eleito, atue como prefeito, e não mais como candidato. Que mantenha a política partidária apartada do dia a dia da gestão do município e escolha os subprefeitos dentre profissionais capacitados a gerenciar cidades, e não dentre políticos apoiadores.

Procura-se um candidato que compreenda que calçadas são espaços públicos e que, portanto, sua construção e manutenção deveriam estar sob a responsabilidade do poder público (cobrando-se por elas, obviamente), já que só assim seria possível padronizá-las e atribuir-lhes níveis de qualidade compatíveis com as necessidades dos transeuntes.

Procura-se um candidato a prefeito que proponha manter fiscalização constante do uso das calçadas – o mais importante espaço público de qualquer metrópole – evitando que o fluxo de pessoas seja atrapalhado por vendedores ambulantes, mesas e cadeiras de bares e restaurantes, mendigos, distribuidores de panfletos, captadores de recursos para ONGs, etc.

Procura-se um prefeito que olhe para os moradores de rua e veja ali pelo menos dois problemas a solucionar. Em primeiro lugar, o desamparo e a falta de opções que essas pessoas enfrentam e que precisam ser atenuadas pela atuação eficiente da Secretaria de Assistência Social. Depois, a desorganização da cidade e a deterioração da vida dos demais cidadãos, causadas pelos acampamentos e cafofos que se espalham por calçadas, praças e viadutos; e que demandam atuação conjunta da Assistência Social e da GCM. Cabe à Prefeitura oferecer abrigos públicos em quantidade e qualidade suficientes para abrigar os desamparados, mas cabe também coibir a permanência daquelas pessoas, tendo a opção do abrigo e apoio, em “situação de rua”.

Procura-se um prefeito que enxergue nas cracolândias um problema tanto de saúde pública como de criminalidade. Assim, a solução se tornaria óbvia: impedir o fornecimento de drogas àquelas populações (pelo combate ao tráfico local), ofertar tratamento em clínicas públicas aos viciados e recolher em manicômios judiciários os que não concordarem em abandonar o vício e a contravenção.

Procura-se um prefeito que atue para resolver definitivamente o grave problema das enchentes na cidade e que não se lembre dele apenas durante a campanha ou quando os pingos começam a cair.

Procura-se um Prefeito que atribua à mobilidade urbana a importância que ela merece e que tenha capacidade de elaborar planos de curto, médio e longo prazos, integrados, para atenuar e resolver o problema. Alguém que se preocupe menos com slogans e com a reeleição, que não se valha de gambiarras – tais como o uso indiscriminado de tinta vermelha (ciclovias), de tinta branca (faixas de ônibus) e a simplória redução de velocidade em vias arteriais – e construa soluções testadas e duradouras, tais como novos viadutos e vias rápidas (como em Los Angeles ou Miami), corredores de ônibus verdadeiros, com vias exclusivas e transporte de qualidade (Curitiba e Bogotá), ciclovias amplas e seguras unindo as regiões de residência de trabalhadores às zonas de emprego, com bicicletários e integradas a outros tipos de transporte (Copenhague, Los Angeles, Bogotá), metrô de superfície (Melbourne) e mais linhas de metrô tradicional (México, NYC, etc).

Procura-se um prefeito que perceba que a rotina de uma megalópole deve estar submetida a um poder organizador atuante, sob pena de instalar-se o caos. Assim, embora não sejam cidadãos de classe especial, artesãos poderiam ser privilegiados em seu comércio, sim, mas sempre sob a coordenação do Poder Público, em locais preparados para esse fim – centros de artesanato – e jamais da forma desorganizada que hoje se vê, com bancas atravancando espaços públicos, instaladas a bel prazer, e conferindo às ruas mais importantes da cidade um aspecto de feira livre.

Procura-se um candidato que não mais prometa revitalizar o centro da cidade, mas que passe imediatamente à concretização de pelo menos um dos vários planos de revitalização já elaborados anteriormente. Um candidato, porém, que não concentre seu olhar apenas na região central da cidade, nas áreas mais visíveis ou na periferia, mas atue na cidade inteira, segundo as necessidades de cada microrregião.

Procura-se um candidato a prefeito que apresente um plano de governo, um plano amplo, realista e exequível que possa servir como direcionador real de seu mandato – e não como peça publicitária de campanha – e como instrumento de acompanhamento de desempenho pelos munícipes. Um candidato que saiba planejar, realizar com agilidade e eficiência e prestar contas com transparência.

Procura-se um candidato a prefeito de São Paulo…

Siga-me!twitter
Facebooktwitterlinkedin<= Gostou? Compartilhe com seus amigos.

Um comentário em “Procura-se um prefeito para São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *